//for don't appear more videos in youtube

março, 2020

23marDia Inteiro27Os Barrigas e os Magriços(Dia Inteiro)

Ver Mais

Detalhes do Evento

Classificação Etária: M/6

Duração: 20 minutos sem intervalo

Local: Digressão pelas escolas de Almada

Ao escrever o conto “Os Barrigas e os Magriços”, Álvaro Cunhal (…), propõe-se a narrar, numa linguagem adequada aos destinatários preferenciais, a história dos antecedentes que explicam a Revolução de Abril de 1974. Socorrendo-se de uma parábola e explicitando, de forma muito clara e visual, a oposição entre os exploradores e os explorados, o autor justifica a necessidade da mudança com o cansaço de anos e anos de exploração e sofrimento das classes operárias e mais desfavorecidas.

Em “Os Barrigas e os Magriços”, através de poderosas imagens, Álvaro Cunhal conta às crianças a luta travada pelos Magriços por uma vida liberta da opressão dos Barrigas, pela partilha justa dos meios de produção. A revolta dos Magriços levou ao derrube dos barrigas em 25 de Abril de 1974. A presente versão cénica assinada por Catarina Pé-Curto e Jorge Feliciano evolui em dois discursos complementares: o discurso narrado e o discurso visual pela manipulação de imagens, formas e objetos. Juntos fazem a ponte entre passado, presente e futuro.

 

Ficha Artística e Técnica: 

Autor: Álvaro Cunhal; Versão Cénica: Catarina Pé-Curto e Jorge Feliciano; Encenação: Jorge Feliciano; Interpretação: Josefina Correia; Cenografia e Figurino: Catarina Pé-Curto; Apoio à Manipulação: Ângela Ribeiro; Grafismo: Catarina Pé-Curto.

Hora

março 23 (Segunda) - 27 (Sexta)

X