//for don't appear more videos in youtube

dezembro, 2023

08dez21:30KOKOROKOKAIXATEATRO . TEATRO EXTREMO21:30 Teatro-Estúdio António Assunção, Almada

Detalhes do Evento

KOKOROKOCAIXA . Teatro Extremo ESTREIA

TEATRO M/6 60’

24 NOV a 17 DEZ SEX 21H30 . SÁB 16H . DOM 11H

Preçário Bilhete adulto 7.50 € criança, jovem, sénior, profissional de espetáculo, professores e grupos a partir de 3 pessoas 5.00 € . Marcação Prévia

Bartolominha e Cominhos são dois “sem abrigo”. “Vizinhos”, na rua. Não poderiam ser mais diferentes e mais iguais. Apesar da forte ligação que possuem, devido à sua condição, discutem frequentemente um com o outro, especialmente sobre quem tem a mais bela caixa. Para cada um deles, o seu caixote é o seu “estilo de vida”. Dormem, vivem e defendem-no de acordo com o lema “A minha casa é o meu castelo”. Por isso eles provocam-se, discutem e até lutam. No entanto, usam o seu afeto para experimentar ideias e coisas sem qualquer propósito a não ser com o intuito de brincar com a imaginação. A luta diária pelo título da melhor caixa é um dia interrompida pela chegada de um misterioso desconhecido. Um marchante musical. Ele trás consigo a sua “caixa de música” e é tão diferente de Cominhos e de Bartolominha que eles, à vez, o seguem, como os ratos, o Flautista de Hamelin. No entanto o marchante musical aproveita-se deles, põe um contra o outro e não só rouba as suas caixas, mas também quase destrói a sua “amizade”. Só então é que os dois se apercebem: Se se mantiverem unidos, o marchante musical não os pode prejudicar. Reconciliam-se e finalmente partilham uma mesma caixa.

“Kokorokokaixa”, lança um olhar sobre as armadilhas da propriedade, a ânsia de poder, mas que também celebra a capacidade de partilhar, o valor da amizade, da convivência pacífica e como vale sempre a pena lutar por ela.

Autor: Paul Maar; Tradução: Christine Zurbach; Ajuda tradução e adaptação para Francês: Alice Pestana; Direção artística: Joseph Collard; Assistência Direção Artística: Sara Castanheira; Interpretação: Bibi Gomes, Fernando Jorge Lopes, Rui Cerveira; Cenografia: Jean Marc Dercle; Imagem e Figurinos: Miguel Falcato; Costureira: Rosário Balbi; Desenho de Luz: Daniel Verdades; Direção Técnica: Celestino Verdades; Técnicos de Palco: Daniel Verdades, Sandro Esperança; Design Gráfico: P2F Atelier; Fotografia: José Frade; Produção Audiovisual: Diogo Barbosa; 61ª criação Teatro Extremo

Ver Mais

Hora

(Sexta) 21:30

Local

Teatro-Estúdio António Assunção, Almada

Teatro-Estúdio António Assunção, Almada

Teatro Extremo - Mythos 10

Teatro ExtremO

Subscrever a Newsletter para receber informação atualizada

Newsletter subscrita com sucesso!

X